segunda-feira, 12 de novembro de 2007

De ídolo a herói


Depois de Gildo (Fernandes de Oliveira), meu maior ídolo em futebol foi Reinaldo, do Atlético Mineiro e da Seleção Brasileira. Certa vez, em um sítio nas imediações de Messejana, Fagner ofereceu um churrasco aos jogadores que aqui vieram a seu convite para uma ilustrada ´pelada´ no Castelão. Lembro-me bem de Reinaldo, Éder e Sócrates. O sítio tinha uma pequena piscina, quase um tanque. Fui me refazer com o banho e aproveitei para nadar um pouco por baixo dágua. Calculei mal a distância e fui de testa no azulejo. Com o choque, desmaiei e afundei. Não havia chegado o meu dia. Reinaldo chegou no exato momento, nenhum segundo a mais, nenhum minuto a menos, me viu no fundo da piscina e rapidamente mergulhou, salvando a minha vida.

Na imagem: Sócrates, Reinaldo, Mino, eu e Fagnólia

2 comentários:

Valdimiro disse...

Olá neno tudo bem? esta foto se nao estou enganado foi de 1982, quando a nossa seleção estava se preparando para a copa da Espanha. O sitio que voce se refere é hoje a fundação Raimundo Fagner e fica perto de messejana mesmo, e a seleção foi lá pra uma animada pelada, tudo foi festa que na verdade começou antes, pois todos se encontraram na casa da amelinha, que neste tempo morava aqui e era casada com o Zé Ramalho. a proposito tem um DVD deste jogo no sitio em messejana e da festa na casa do casal Amelinha/Fagner.
Valdimiro vieira
messejana
josevaldimiro@globo.com

Fernando disse...

Prezado Neno, hoje conheci este seu novo espaço de comunicação. Com a sua maneira sincera, leve e inteligente de expor as suas idéias, com certeza teremos comentários inteligentes e agradáveis. Parabéns.