segunda-feira, 27 de julho de 2009

Do paraíso ao inferno

"Mechanda" desleal e desumano na novela global das seis e tanto. Personagem pede empréstimo consignado no BMG - aquele envolvido no mensalão - para custear o casamento da neta. Pior é que muitos desavisados acreditam, levam a sério o que se recomenda nas novelas. O resultado (nos casos desses empréstimos) é uma dívida impagável, enfim, uma grande roubada.

2 comentários:

Diego Marcus disse...

Pois é a TV como veículo de informação. Lembro-me quando houve essas denuncias todas sobre o caso do mensalão muitas novelas encenavam a CPI até em casos de cotidiano, comum para a realidade de um brasileiro, tipo: De onde vem o salário do seu mordomo? Sabe, eram coisas que nos faziam pensar: Será que se todas as novelas e séries como A Grande Familia, por exemplo, encenavam tudo aquilo mostrando o absurdo que era aquele caso todo, como se nós não fossemos esqueçer. Então um velho problema volta a rondar o nosso país que é a falta de memória então as pessoas votam nas mesmas pessoas que estavam envolvidas. A TV não enfatiza mais os antigos casos como na época, por que "todo mundo está cansado de ver e ouvir" então enfatizam casos banais, Isabela, Eloa e afins e um monte de informações são jogadas na nossa cara e não sabemos o que fazer se não esquecer, o que é uma pena, então vem aquela senhorinha que liga a TV e assisti o jornal obrigada esperando pela novela ver uma notícia sobre corrupção e diz: "O Que eu tenho haver com isso?"

Joelneto disse...

Menos ruim pagar um emprestimo consignado de 2% ao mês que pagar no minimo 10% aos agiotas. Era o que acontecia antes desta modalidade de emprestimos. Em todo lugar vendem veneno, é obrigado a pessoa comprar e beber? Tudo na vida pode ser usado para o bem ou para o mal. Agora, todo o mal que aconteça é sempre responsabilidade dos outros? Tenha paciência para aguentar essa mania de querer fazer algumas pessoas de coitadinhos. Aff