terça-feira, 9 de junho de 2009

(II) Antes de falar em aquário...

... nenhuma família vivendo em áreas de risco ou retirando do lixo o alimento.

3 comentários:

Musicadaboa disse...

Caro Neno.

Comento com um texto que publiquei em meu blog:http://musicadaboa-boa.blogspot.com/

Achei pertinente.
Texto:
Quanto custa uma vaidade? -Sem preço no MasterCard.

E um aquário gigante? - Criancinhas sem dignidade, qualquer educação mas com muita fome.

Imaginem uma pista reformada, moderna e superfaturada mas que tenha à frente do visitante um semáforo embaixo de um viaduto com crianças em estado de miséria que se postam à frente, no vermelho, dando cambalhotas, tentando executar (para ganhar honestos centavos) números circenses.

Quantas dessas crianças sem destino, presente, expectativa, carinho sem nada e que por força condicionante podem vir a matar, seriam salvas, teriam dignidade, não fosse a veleidade dos detentores do poder?

Coitadas essas nossas crianças. Estarão escondidas por pouco tempo e voltarão quando forem embora os ricos, ao mesmo tempo críticos e sócios da nossa podridão. Em julho de 2014 terão fome velha, números novos, viadutos e semáforos modernos, nossas crianças.

Do observatório.

Alberto de Oliveira

P A R A L E LO disse...

E a greve dos professores? É assim que se resolve ameaçando toda uma classe? E os milhões que irão ser torrados na mal fadada copa? Vai trazer comida para os que esperam uma solução de um isso de um aquilo?

HORÁCIO disse...

Sou a FAVOR do ACQUÁRIO. Sou CONTRA a falta de projetos de PROMOÇÃO SOCIAL e URBANIZAÇÃO. Não se pode criar uma sociedade na qual o ESTADO participa apenas de maneira RESIDUAL, abstendo-se de ser o REITOR da PROMOÇÃO e do BEM ESTAR SOCIAL. Os Liberais defendem que, quanto menos o ESTADO interferir no cotidiano do INDIVÍDUO, maior o INTERESSE da comunidade seria PRESERVADO. Mas não é o que está acontecendo, pois devido a taxação de IMPOSTOS pelo ESTADO, não está favorecendo uma redistribuição IGUALITÁRIA, produzindo miséria, criando GUETOS.
Já, os adeptos do SOCIALISMO e da DEMOCRACIA defendem os valores coletivistas e, assim, nesse meio, PREVALECEM os interesses CAPISTALISTAS, daí, pouco ou quase nada sobrar para as camadas menos favorecidas. A CIDADE tem que se modernizar. Modernização significa INCLUSÃO E BEM ESTAR SOCIAL.