terça-feira, 19 de maio de 2009



Todos os dias assistimos nos noticiários televisivos idosos, adultos e crianças favelados correndo desesperados em meio
a tiroteios entre policiais e traficantes. Ora, os chefões do tráfico de drogas deveriam residir perto dos grandes clientes, nos condomínios de luxo das classes alta e média alta, deixando os moradores da favela, quase sempre uma gente boa e trabalhadora, viverem em paz.

5 comentários:

Horácio disse...

O lucrativo comércio do tráfico de drogas é bem estruturado, tais quais os grandes conglomerados econômicos, onde o dirigente máximo não é visto pelos demais operadores, e residem em condomínios de luxo.Geralmente são pessoas respeitabilíssimas. A estrutura do tráfico obedece à rígida escala de poder. Um certo número das pessoas, distruibem e comercializam a droga, são os chefões, chefes e subchefes, são eles que faturam o grosso do dinheiro. Acontece que os grandes consumidores, e os que dão mais lucros, são justamente os consumidores pobres, pois o produto chega falsificado e o lucro é estupendo. Mas, veja só, o da classe média tem dinheiro para comprar a droga, não é molestado pela polícia, geralmente não se envolve em encrencas. Porém, os consumidores da classe pobre, que moram em favelas, são desempregados, têm que roubar para manter seu vício, e a polícia está sempre ao seu encalço. E ainda, se eles não têm dinheiro para pagar uma dívida de droga, são eliminados. Como a maioria da população brasileira é composta de pobre e paupérrimos, residindo em favelas, o trabalhador honesto, por falta de condições financeiras, é obrigado a morar em favelas, dividindo espaços e as BALAS, com os pequenos traficantes, que são os que mais matam. ENTENDEU?

J. C David disse...

Neno, se você pensar bem, verá que os gramdes chefões estão residindo sim ao lado dos grandes clientes, e as vezes até com eles.

EU QUERO TUDOI disse...

oi se blog é muito legal tenho um tambem se chama www.lcsouza09.blogspot.com.

Edyana Mascarenhas disse...

O chefes?!
chefes mesmo? na favela??
acho difícil ...
;- )

ps. edyana ou ediana... bobagem!
:-)

Bruno Mota Pinheiro disse...

Certamente se os governantes olhassem mais para nossa juventude e nossa educação, e além de olhar agissem, não teríamos tantas crianças e adolescentes no mundo do trafico.
E olhando por esse ponto de vista, os que estão no poder e nada fazem para mudar nossa realidade, são os que verdadeiramente alimentam o trafico.